Mangá: The Wedding Eve

12:48

 Ganhei este mangá de amigo secreto no final do ano passado (obrigada, Duff). Não imaginava quantas histórias apaixonantes me esperavam em suas páginas branquinhas, e ao ler fiquei completamente apaixonada:

I. A Véspera do Casamento
A primeira história fala de duas pessoas que moram juntas e estão aguardando o dia seguinte, que é o casamento da mulher. Durante a leitura você imagina que tipo de relação eles têm, já que não são um casal, mas moram juntos e estão dividindo o nervosismo da véspera do casamento. Por fim é revelado que o rapaz é o irmão mais novo e que ambos moravam juntos pois perderam os pais ainda muito jovens. Um conto simples, delicado e belo.

II. Reencontro em Azusa nº2
Logo de início conhecemos a pequena Azusa que estava sozinha em casa aguardando por seu pai. Os dois fizeram algumas tarefas de casa juntos e na despedida o pai diz que sente muito por ter partido e nunca mais voltado. A mãe chega depressa em casa e aí entendemos que tudo que Azusa vivia na presença do pai era a saudade que tinha dele, pois já havia falecido. Um amor lindo de família.

III. Irmãos Monocromáticos 
Irmãos gêmeos, bêbados com histórias tristes para contar. Depois de anos eles estão em um bar conversando sobre a vida, lembranças de um triângulo amoroso e uma doença que estava tirando aos poucos a vida de um deles. Aquele amor nunca foi completamente esquecido e de quem a moça gostava permaneceu como mistério, mesmo depois da morte do irmão doente. A história mais triste do mangá.

IV. O Espantalho que sonha (Partes 1 e 2)
Essa história também é sobre irmãos que perderam os pais, e graças a isso sua vida teve diversos percalços. A irmã vai se casar e o irmão veio de longe para celebrar com ela, tendo as lembranças de uma infância infeliz tomando sua mente. Aquele espantalho no meio da plantação foi a mãe que eles não tiveram, e que continuou os protegendo de longe. Linda história!

V. O Pequeno Jardim de Outubro
Essa é minha favorita, e também a mais misteriosa do mangá. Um homem está em casa entediado, mal levantando para fazer tarefas básicas. Ele tem poucas conversas com uma garota que vive com ele sobre um corvo que vê em sonhos. Esse corvo está o observando, então ele percebe que há alguém que o observa também, a garota. Ela é o corvo, que ao chegar perto da morte não quis se sentir solitário e resolveu "pegar emprestado" o corpo da menina para viver com o homem e entender a solidão do mesmo.

VI. E então...
Por fim, uma história do ponto de vista de um gato de estimação, que vê o homem como um ser incompreensível. Simples, a mais curtinha, mas serviu bem para finalizar o mangá.

Cada história teve sua beleza única e uniu a obra com o amor de várias formas. Acho que a autora, Hozumi, trouxe na simplicidade de cada conto emoções que por vezes ficam guardadas dentro de nós. No dia a dia temos tantos sentimentos que ficam reprimidos e este mangá nos faz refletir sobre a importância de estarmos junto de quem amamos, de nos expressarmos melhor e sermos sinceros a todo momento.

Você também pode gostar

0 comentários

- Aproveite este espaço para conversar conosco. As guardas estarão monitorando e moderando seus comentários para evitar que não sejam lidos e também evitar comentários desrespeitosos;

- Deixem sempre o link de vossos blogs nos comentários para que nós e outras pessoas possam visitar;

- Caso queira entrar em contato sobre o blog use o nosso e-mail (ruadasbegonias@gmail.com).

Siga o blog

Acompanhe pelo facebook

Conheça outros blogs