Romances que quebram padrões

10:30


 Neste mês especial dos namorados vamos conhecer algumas obras da animação japonesa que quebram os "padrões" que estamos acostumados a ver ditados na televisão, em revistas, em todo meio de comunicação.

 O mais comumente criticado, indo contra todos, é o amor entre pessoas do mesmo sexo. A luta por algo que não deveria ser conquistado e sim respeitado é diária e infelizmente faz tristes notícias preencherem os noticiários. Mas o amor deve ser celebrado, seja como for! E por isso, especialmente recomendamos aqui os mangás e animes das categorias yaoi e yuri (recomendações de yaoi em breve...). O yaoi conta histórias de amor e paixão entre homens e o yuri entre mulheres, o que dispensa comentários sobre como quebra os padrões da sociedade em que vivemos. 

Misaki e Akihiko, de Junjou Romantica

 Dentro dessa categoria temos um bom exemplo de um romance fora dos padrões. Em Junjou Romantica um dos casais tem 10 anos de diferença e isso levanta alguns questionamentos: ambos precisam viver o mesmo momento e desejar as mesmas coisas para seguirem um só caminho, caso contrário o relacionamento não irá para frente. Sem falar na imagem que a sociedade faz de um casal que é homossexual e com uma grande diferença de idade.

 Um padrão que pode virar até um complexo é o fato da garota ser mais alta que o garoto. Esse caso específico foi muito bem abordado em um lindo shoujo de nome Lovely Complex. Na história a personagem Risa, que tem 1,70m de altura, acaba abrindo seu coração para o amigo Ootani que tem apenas 1,56m. Os dois precisam superar uma certa vergonha que existe por Risa ser a mais alta e todos lançarem olhares estranhos.

Yamato e Takeo, de Ore Monogatari

 Outro padrão forte no Japão é o do rapaz ter traços doces, uma beleza um tanto diferente da ocidental. Por isso, em Ore Monogatari o alto e forte Takeo demora a entender que tem alguém tão bonita apaixonada por ele. O rapaz até achou que Yamato estava interessada em seu amigo, que tem os padrões de beleza impostos na grande maioria dos shoujos.

 O legal dessas histórias é que todas têm um final feliz, mas sabemos que na vida real não é bem assim. Para finalizar, deixamos aqui um pedido e também uma reflexão para que todos deixemos os padrões de lado e saibamos amar e respeitar o próximo. Não importa a diferença de altura, de idade, se ambos são do mesmo sexo... Porque o amor só tem um significado e não pede justificativas.

Você também pode gostar

1 comentários

  1. Bem interessante a sua postagem. Eu tenho procurado animes yaois para assistir, já que não conheço muitos e raramente vejo gente fazendo indicações.
    Ore Monogatari eu conheço, mas ainda não assisti. Já Lovely Complex está na minha lista para assistir futuramente.

    Beijos!

    Coud

    ResponderExcluir

- Aproveite este espaço para conversar conosco. As guardas estarão monitorando e moderando seus comentários para evitar que não sejam lidos e também evitar comentários desrespeitosos;

- Deixem sempre o link de vossos blogs nos comentários para que nós e outras pessoas possam visitar;

- Caso queira entrar em contato sobre o blog use o nosso e-mail (ruadasbegonias@gmail.com).

Siga o blog

Acompanhe pelo facebook

Conheça outros blogs