A vida de um seiyuu

18:28



  Já escrevemos alguns posts sobre os mangakás, e agora é a vez de falar sobre nossos amados seiyuus (dubladores) e sua difícil carreira. Vamos lá!

 No Japão, a profissão de dublador é muito antiga, ela surgiu na mesma época dos doramas, a década de 20, quando a NHK começou a transmitir novelas. 
 Nos anos 70, foi crescendo um interesse das pessoas pela profissão devido a divulgação desse trabalho em revistas de animes e por causa da disseminação da ideia que os seiyuus seriam grandes ídolos da população japonesa. Com isso, as escolas especializadas em seiyuus recebiam cada vez mais alunos. 
 Na década de 90 surgiram importantes nomes no mundo dos dubladores, como Megumi Hayashibara, que além de dublar os personagens, ela, como cantora, também gravava as músicas. A partir desse momento, os seiyuus tomaram cada vez mais espaço na cultura e na sociedade japonesa, participando de programas de TVs e sendo vistos como grandes ídolos da população. 


 No Brasil, em 1938 foi feita a primeira dublagem, a da Branca de Neve e os Sete Anões. E na atualidade, sabemos que a dublagem brasileira é considerada como uma das melhores do mundo.
 E com certeza você já deve ter gostado mais de um filme dublado do que legendado, o que geralmente ocorre com desenhos animados. 
 Existem alguns animes que mostram como é a vida de um seiyuu, como o Sore ga Seiyuu!, um anime recente, de 2015, focado na vida de dubladoras amadoras, e em Bakuman, além de todos os mangakás, também acompanhamos a vida de Miho que segue atrás de seu sonho em virar uma dubladora. 
 Dublador na verdade é uma especialização par atores, porque você utiliza a voz para interpretar um personagem. Eles aprendem técnicas de respiração, dicção, postura diante do microfone, interpretação, e o sincronismo labial, o que eu considero o mais difícil e o mais importante para um seiyuu.
 Espero que tenham gostado de saber um pouco sobre a a história deles, até a próxima!

Créditos:
genkidama

Você também pode gostar

0 comentários

- Aproveite este espaço para conversar conosco. As guardas estarão monitorando e moderando seus comentários para evitar que não sejam lidos e também evitar comentários desrespeitosos;

- Deixem sempre o link de vossos blogs nos comentários para que nós e outras pessoas possam visitar;

- Caso queira entrar em contato sobre o blog use o nosso e-mail (ruadasbegonias@gmail.com).

Siga o blog

Acompanhe pelo facebook

Conheça outros blogs