Os problemas em gostar de anime, k-pop e mais...

18:56


 Como comecei a gostar de animes, de mangás ou da música coreana é algo simples, o que não é tão fácil é o modo como algumas pessoas podem lidar com isso. Então, resolvi escrever sobre o que aconteceu comigo ao longo desses anos que tenho me aventurado por esses caminhos e, aos queridos novatos, como encarar tudo numa boa!

 Como meus pais lidaram com isso...
 Normalmente minha mãe não ligou muito, nem para a época que comecei a gostar de animes nem para a época que comecei a gostar de k-pop. Ela entendeu aquilo como algo que eu gostava e ponto final. Já com o meu pai foi um pouquinho diferente... Ele ficou preocupado de início porque era algo bem diferente e me questionou várias vezes. Não só ele, mas o restante da família também achou estranho e não largou do meu pé. Isso só foi terminar quando eu resolvi não me importar mais. Dica valiosa: não se estresse!

* Seus pais ou familiares não entendem bem seus motivos de gostar de algo do outro lado do mundo, especialmente quando você não tem as mesmas descendências. Mas acalme-se, e mostre a eles porque isso te agrada tanto (quem sabe eles não acabam curtindo com você - como foi no meu caso).

 Como meus amigos lidaram com isso...
 As primeiras "vítimas" simplesmente entraram na onda de querer saber do que se tratava, fazer algumas perguntas, mas nada além disso. Sempre respeitaram o meu espaço, o que é bem importante em uma relação, não é mesmo? E assim é até hoje... Tiveram aqueles que acabaram gostando mesmo e outros que apenas ignoraram. O importante é: nada mudou na nossa amizade.

* O que não pode acontecer é você colocar na sua cabecinha que todas as pessoas do mundo deveriam gostar das mesmas coisas que você, e que se não for assim não serão amigos... Por favor, pare com isso!

 O que isso mudou na minha vida...
 Bom, esse tópico provavelmente é o mais difícil de se falar, porque de fato gostar de tudo isso mudou a minha vida, mas não é como eu vejo muitas pessoas falarem por aí... Eu admito que nos primeiros anos fiquei muito intrigada e deixei de fazer alguma coisa ou outra, deixei de sair de casa para acompanhar esse meu novo gosto. Mas foi algo passageiro. Acredito que com a nossa mudança natural, eu amadureci e organizei minha vida colocando tudo o que gosto e vivendo como se nada fosse diferente. Ou seja, eu continuo estudando, saindo com meus amigos, tentando ser uma mocinha prendada e vendo animes, aprendendo novas coreografias, etc...

* É importante saber dividir. Você não precisa se privar de algo só para ver aquele anime ou qualquer outra coisa. Pode perfeitamente levar sua vida com tudo o que gosta sem ser um mala!

E algumas dicas auto-explicativas:
1) Não se feche no seu próprio mundo;
2) Mostre para as pessoas ao seu redor o que é isso que tanto gosta;
3) Não leve em consideração comentários maldosos, que não acrescentarem em nada.

Você também pode gostar

4 comentários

  1. Verdade!!! Depois que eu comecei a ver animes e me interessar mais pelas coisas do Japão foi muito bom, me divertia muito com aquilo e nem por isso deixei de sair ou falar com meus amigos que não curtiam animes... Pelo contrário até arrumei novos amigos que gostavam assim como eu da cultura oriental :3

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que as pessoas tem a ideia de que se você gosta de anime você é uma pessoa do outro mundo, um bicho que vive dentro da toca e se esconde do resto do mundo quando na verdade não é bem assim.

    Eu tinha amigos que gostavam mas eu não ligava tanto para isso. Depois de um tempo eu comecei a ver animes, escutar músicas japonesas e gostar de todo esse universo... Mas vejo que as pessoas tem um certo preconceito quando você fala que gosta de ver animes ou ler mangás. Tem sempre aquela coisa de ~nossa como você é sem vida~ mas eu sinceramente nem ligo mais pra isso. :P

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Isso é normal na minha vida haha não com animes e K-pop, mas com tudo, se eu começo a gostar de algo "estranho" já vem todo mundo com 10 pedras nas mãos para me atirar, mas eu nem me estresso como você disse, as pessoas tem que aceitar o gostos das outras, ninguém é igual a ninguém #FATO

    xoxo || Larý Space

    ResponderExcluir
  4. Que interessante esse post! No meu caso, sou uma fã de Kpop. É engraçado, porque na minha família o pessoal foi bem de boas e gosta de muita coisa (Siwon-SJ e ChangMin-TVXQ são amados, idolatrados, salve, salve por algumas integrantes da minha família kkk tipo, geral tem bias kkk). O grande problema veio exatamente com meus colegas de escola, os ditos tão abertos a coisas novas, sem preconceitos, completamente liberal, começaram a me olhar como uma ET e a debochar de mim... Oh! Tell Me Why! Realmente difícil, mas o Kpop me trouxe muitas felicidades e quebrou grandes barreiras para mim, me declaro alguém muito melhor hoje graças ao Kpop. Adorei seu post, me identifiquei em alguns pontos com ele. Bjs

    ResponderExcluir

- Aproveite este espaço para conversar conosco. As guardas estarão monitorando e moderando seus comentários para evitar que não sejam lidos e também evitar comentários desrespeitosos;

- Deixem sempre o link de vossos blogs nos comentários para que nós e outras pessoas possam visitar;

- Caso queira entrar em contato sobre o blog use o nosso e-mail (ruadasbegonias@gmail.com).

Siga o blog

Acompanhe pelo facebook

Conheça outros blogs